BlogLugares Incríveis

Caminito del Rey

Post

É um daqueles lugares únicos onde a engenharia do homem se junta com a natureza. Vale a pena conhecer mesmo que tenha que fazer um desvio do roteiro clássico da Andaluzia.

Construído entre 1901 e 1905, o Caminito del Rey era um caminho aberto em meio a um enorme desfiladeiro que permitia a passagem de operários para a construção de uma hidrelétrica na região, a La Sociedad Hidroeléctrica del Chorro.

Em 1921, o rei Alfonso XIII, na inauguração  hidrelétrica,  percorreu todo o caminho construído nas montanhas. A partir daí, a trilha passou a se chamar Caminito del Rey e virou alvo de curiosos e aventureiros de todo o mundo.

Ao longo dos anos, o caminho foi se deteriorando por falta de manutenção. Ainda assim, apaixonados por esportes radicais eram atraídos ao local tanto por sua beleza exuberante, quanto pela adrenalina de caminhar em um ambiente inseguro e cavado nas montanhas. Por muitos anos a trilha foi considerada uma das mais perigosas do mundo.

Em 2015, após uma série de reformas, o Caminito del Rey foi finalmente aberto ao público, e, apesar da altura, a caminhada é bem tranquila. As passarelas são de madeira e existem protetores seguros porém, como o caminho está a mais de 100 metros acima do solo, algumas pessoas podem ficar apreensivas. Se esse for o seu caso, preste atenção: uma vez que você começou a caminhada, você não pode voltar.  São 8 km, a maioria numa leve descida.

Existe a opção de reservar uma visita guiada. O guia estará com você durante toda a caminhada dando informações sobre a história do lugar.

Um excelente bate e volta de Málaga, a cerca de 1h de carro.

Atenção: Reserve o Caminito del Rey com muita antecedência pelo site oficial  e se possível num dia de semana que é mais vazio. Faça logo depois de comprar sua passagem aérea, pois há pouca disponibilidade. Se não for possível fazê-lo por conta, pegue uma excursão com uma das várias agências que fazem o passeio como a Julia Travel, que cobra 42 €. É a opção mais cômoda, pois pega-se o ônibus na praça central de Málaga e já está tudo incluído.

Leve água e um lanche, pois não há pontos de venda no caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *