BlogLugares IncríveisPasseios

Pueblos Blancos, a rota mais charmosa da Espanha

Post

A Ruta dos Pueblos Blancos é o nome do caminho no sul da Espanha, que vai de Arcos de La Frontera até Ronda. O nome vem da cor das casas que são pintadas de branco para repelir o calor. Parte desses vilarejos está localizada dentro Parque Natural da Serra de Grazalema. A rota completa é formada por 19 vilarejos  sendo as mais importantes Arcos de La Frontera, Grazalema, Zahara de La Sierra, Olvera, Setenil de Las Bodegas e Ronda.

Arcos de La Frontera

Considerada a porta de entrada da rota, Arcos de la Frontera é uma das cidades mais interessantes da Andaluzia. A cidade está localizada no alto de uma montanha e fazia “fronteira” entre o mundo cristão e o mundo muçulmano. Os muçulmanos ocuparam quase toda a península ibérica, desde o ano de 711 até a sua total expulsão em 1492. Durante boa parte desse período, a Espanha muçulmana, chamada de Al-Andaluz pelos árabes, encontrava-se com a Espanha cristã justamente na região dos Pueblos Blancos. Por esse motivo, muitas cidades da região carregam o termo “de La Frontera” como “sobrenome”. Alguns exemplos são Arcos de La Frontera, Jerez de La Frontera e Vejer de La Frontera.

A cidade não possui grandes monumentos como Córdoba ou Sevilha, mas tem uma espécie de “medina”, toda branquinha, bem calma e tranquila sem as hordas de turistas que circulam nas outras cidades. Alguns pontos que merecem ser vistos:

Plaza del Cabildo, a Basílica Menor de Santa María de la Asunción, o Parador Nacional e a o Plaza del Cabildo View Point (um mirante com uma vista linda do vale). Além do Mirante del Cabildo, localizado na Plaza del Cabildo, há na cidade mais 3 bons mirantes, de onde é possível tirar boas fotos da região. Todos eles estão localizados bem próximos entre si e são facilmente identificados no mapa turístico distribuído no centro de informações de Arcos de la Frontera. São eles: Peña Vieja, Abades e San Augustin.

Grazalema

Situada aos pés da montanha Sierra del Pinar, no coração do Parque Natural de la Sierra de Grazalema, Grazalema chama atenção de quem passa pela estrada. O centro de Grazalema está muito bem preservado e além das charmosas casinhas brancas típicas da região tem muitas construções dos séculos XVII a XIX.

Zahara de La Sierra

Situada no alto de um penhasco e rodeada por oliveiras, Zahara de la Sierra é uma das cidades mais lindas de toda a rota.

Procure uma vaga próximo à Praça da Prefeitura e siga a rua El Fuerte em direção às ruínas do Castelo de Zahara de la Sierra. Além das ruínas, essa caminhada irá presenteá-lo com belas vistas do pueblo e da represa. Esta é uma cidade interessante para passar esta noite.

Olvera

A cidade de Olvera se destaca pelo contraste de suas casinhas brancas construídas na montanha com as torres de seu castelo de origem árabe e de sua igreja cristã. Visite ao Castelo de Olvera e aproveite a boa vista que se tem do alto da cidade.

Setenil de Las Bodegas

É mais uma cidadezinha de casinhas brancas super charmosa, que se destaca por uma interessante característica: parte dessas casinhas está construída embaixo de uma rocha, aproveitando parte dela como teto e parede.

Ronda

A cidade está localizada a 739 metros de altura em cima de um enorme precipício. O rio Guadalevín, que passa no meio deste precipício, divide a cidade em duas partes: a antiga e a nova. Devido à sua localização geográfica, e graças aos altos muros e portões construídos durante o período islâmico, Ronda foi uma das cidades inexpugnáveis ​​da Andaluzia.

Veja abaixo as atrações imperdíveis.

Plaza de Toros de Ronda

A cidade de Ronda é tida como o berço das touradas espanholas. Hoje ainda é possível visitar sua Plaza de Toro, que funciona como museu e centro de treinamento equestre. Ela é propriedade da “Real Maestranza de Caballería de Ronda” (a mais antiga e mais nobre ordem de cavalaria da Espanha desde 1485) e é uma das maiores e mais antigas do mundo. A Plaza de Toro não recebe mais eventos de touradas, mas visitá-la é uma oportunidade de conhecer um pouco mais desse espetáculo espanhol. O passeio dura aproximadamente uma hora e conta a história das touradas não só da cidade de Ronda, mas da própria Espanha.

Puente Nuevo

Continue no seu caminho para a Plaza España e você finalmente verá a Puente Nuevo a principal atração de Ronda e o emblema da cidade em todos os cartões postais.

Concluído em 1793, após 42 anos de construção, o Puente Nuevo atravessa o vale e liga a antiga e a nova cidade anteriormente separadas pelo vale de El Tajo e pelo rio Guadalevin. Esta ponte espetacular tem quase 100 metros de altura.

Palácio Mondragón de Ronda

Esse palácio tem uma mistura de arquitetura mourisca com arquitetura renascentista. Construído em 1314 ele foi usado pela rainha Isabella e pelo rei Fernando como sua residência principal quando visitavam Ronda.

Hoje abriga o Museu Municipal que apresenta uma coleção permanente sobre a história da vila e exemplos de tumbas romanas e árabes. Você também pode visitar os jardins do palácio, que oferece uma bela vista do centro histórico.

Praça Duquesa de Parcent

Considerada uma das praças mais bonitas da cidade, está rodeado por vários monumentos, entre eles a Igreja de Santa Maria Maior.

A construção desta igreja demorou quase 200 anos e apresenta uma mistura de estilo renascentista e gótico. Não hesite em entrar para admirar a nave e as colunas de estilo gótico, o seu coro de estilo renascentista de 2 andares e os belos elementos barrocos.

O Museu do Bandido

Está localizado ao lado da Plaza Duquesa, na Calle Arminan. Este museu refaz a história dos bandidos mais famosos da região através de fotos, documentos e anedotas sobre suas vidas.

Entre eles, havia toureiros, cantores de flamenco e, claro, contrabandistas. Esses homens roubaram dos ricos para ajudar os mais pobres, com um espírito de justiça. Apesar de generosos, eles eram assassinos impiedosos.

Puerta de Almocabar

Nos tempos muçulmanos, a Puerta de Almocabar era a entrada principal da cidade. Está rodeado por duas torres semicirculares para fins defensivos.

Outras muralhas antigas podem ser encontradas na parte oriental da cidade, com o Portão Cijara. Na parte ocidental, você pode ver as muralhas de Albacara, construídas para proteger os moinhos de vento. Você também pode ver 2 outros portões: O portão dos moinhos de vento (Puerta de los Molinos) e o portão do vento (Puerta del Viento).

Banhos Árabes de Ronda

Estes são os banhos árabes mais bem preservados da Espanha.

Construído no final do século 13, eles são organizados como os banhos romanos com uma zona fria, quente e quente. Surpreendentemente, o sistema hidráulico ainda está quase intacto hoje. Pode-se ver ainda a caldeira que era usada para aquecer a água. Repare no teto as aberturas em forma de estrela diretamente inspiradas na Alhambra em Granada.

La Casa del Rey Moro

Este palácio foi construído pelos mouros no século XIV. Não perca os sumptuosos jardins projetados por um arquiteto francês, Jean-Claude Forestier. Estes jardins com canais e fontes são simplesmente magníficos.

Plaza del Socorro

Termine o seu passeio pela cidade com a Plaza del Socorro, uma bonita e pequena praça rodeada de bares e restaurantes terraços e uma bela vista da Igreja Nuestra Señora del Socorro.

Vinhos de Andaluzia

Ronda foi recentemente adicionada à lista oficial da Rota dos Vinhos de Andaluzia. Pequenas bodegas produzem excelentes vinhos, cada vez mais apreciados nacional e internacionalmente. Algumas delas oferecem passeios em suas instalações, com a degustação de vinhos. As duas mais conhecidos e mais visitados são a Chinchilla Bodegas e a Descalzos Viejos Bodegas, localizadas em um convento.

Ruínas de Acinipo

A 20 km de Ronda, Acinipo é um sítio arqueológico. Foi a capital da região antes de ser abandonada em favor de Ronda. O elemento mais bem preservado do site é seu teatro romano. Suas arquibancadas foram cavadas diretamente na rocha usando a inclinação natural. Você também poderá admirar numerosos elementos arquitetônicos romanos, bem como restos dos banhos termais e antigas fontes de água.

O cenário é muito bonito, com vistas das montanhas circundantes e da Sierra de Grazalema.

Onde Ficar

Arcos de la Frontera

Casa el Sueno: A hospedagem está localizada na área turística da cidade, em meio às ruelas estreitas e suas casinhas brancas.  O hotel tem uma linda vista para a cidade e para as montanhas.

Todos os quartos possuem aquecimento / ar condicionado, banheiro privativo, wifi, secador de cabelo e amenidades de banho.

O quarto, localizado no subsolo, super bem decorado, gigante e com uma vista linda. Este quarto é uma boa opção para quem está com família, pois possui 1 cama de casal e 2 camas de solteiro.

O café da manhã é servido no estilo continental e é preparado com produtos da região.

Atenção: turistas são proibidos de circular de carro nessa região. A dica é deixar o carro no estacionamento localizado na Plaza de España, e subir até o hotel de táxi.

Zahara de la Sierra

Para você que quer fazer esse roteiro com mais calma e curtir o clima gostoso das cidadezinhas da Rota dos Pueblos Blancos, a dica é se hospedar em Zahara de la Sierra na sua segunda noite pela região. Duas boas sugestões de hotel são o Alojamento Rural El Pinsapo e o Al Lago.

Ronda

Parador de Ronda: Localizado a 10 minutos a pé da cidade velha de Ronda. Tem uma vista deslumbrante sobre os desfiladeiros e Puente Nuevo. Tudo bom; a localização, o conforto do quarto, a piscina, o café da manhã perfeito e o estacionamento subterrâneo (muito importante em Ronda!). É a melhor escolha para uma estadia de luxo em Ronda!

O Que Comer

A culinária dos Pueblos Blancos possui pratos comuns a outras regiões, como Paella e Tapas, mas possui iguarias locais bastante apetitosas como o Salmorejo, uma sopa fria na forma de creme e preparada com tomate e outros vegetais e a Sopa de Grazalema, um cozido quente super saboroso, elaborado com ovos, embutidos e pães. Um bom local para provar esses pratos é a cidade de Grazalema, onde há inúmeros restaurantes na região da praça da prefeitura e das ruas adjacentes.

Outra dica é curtir os barzinhos e provar as Croquetas de Jamón Serrano, uma delicia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *